O Que Estudar para o Concurso do Banco do Brasil?

Um concurseiro deve se preparar com afinco a fim de conquistar boas notas nas provas dos editais pretendidos. No entanto, muitas dúvidas passam pela cabeça, acerca das matérias necessárias que deverão ser estudadas. Iremos neste artigo, realizar uma análise do que estudar para concurso do Banco do Brasil.

A última prova do concurso do Banco do Brasil aconteceu em 2021, e foram convocados cerca de 93 candidatos aprovados na avaliação. No entanto, a instituição costuma ofertar suas vagas frequentemente.

O que estudar para concurso do Banco do Brasil?

Estima-se que o próximo concurso do Banco do Brasil será realizado em 2023. Portanto, há bastante tempo para estudar e se preparar para a prova, que costuma ser realizada através da Fundação Cesgranrio.  Portanto, confira nossas dicas abaixo e aumente a produtividade de seus estudos.

O que cai na prova do Banco do Brasil?

Uma boa ideia que pode ajudá-lo a se preparar melhor para a prova é estudar editais anteriores da instituição. Além disso, é importante observar como a banca examinadora, ou seja, a Fundação Cesgranrio, trabalha com as suas questões e as matérias que cairão nas provas.

A prova da Fundação Cesgranrio costuma abordar o conteúdo inteiro do edital. Portanto, o concurseiro precisa estudar as matérias completas, sem esquecer nenhum assunto. Além disso, é preciso ficar atento, pois a banca avaliadora trabalha muito com questões atuais.

Tenha em mente que as provas da fundação possuem um nível mediano, o que é uma boa notícia. Ao se preparar corretamente, é possível passar na avaliação sem muitas dificuldades. Como temos um ano ainda pela frente, com organização e disciplina, você  está apto a tirar boas notas na prova do próximo edital.

Antes de começar os estudos, é necessário procurar se informar do conteúdo indicado para o cargo pretendido. Podemos destacar as vagas para agente comercial, de tecnologia, jurídico, de atendimento, de segurança institucional, de agronegócios, marketing e comunicação, entre outros. Observe que a maioria dos concursos são indicados para agente comercial e de tecnologia.

Normalmente, as provas do concurso do Banco do Brasil abordam temas como língua portuguesa, língua inglesa, matemática e atualidades do mercado financeiro. Para o cargo de agente de tecnologia, podemos destacar o conteúdo de probabilidade e estatística, conhecimentos bancários e tecnologia da informação.

Agora, para o cargo de agente comercial, por exemplo, é preciso estudar tópicos como matemática financeira, conhecimentos bancários, conhecimentos de informática, vendas e negociação.

Etapas do concurso

A grande maioria dos concursos do Banco do Brasil realizados através da Fundação Cesgranrio, costumam ter quatro etapas. Portanto, fique atento e se prepare corretamente para realizar uma boa avaliação.

  • Prova objetiva – esta é a etapa mais importante. Ela consiste em um exame com cerca de 70 questões de múltipla escolha. São 25 perguntas sobre conhecimentos básicos e 45 questões de conhecimentos específicos. 
  • Prova de redação – para  esta fase, é preciso realizar um texto em prosa dissertativo-argumentativo. É uma etapa temida por vários concurseiros, mas se você treinar bastante, é possível se sair bem sem dificuldades.
  • Conferência da veracidade da auto declaração – esta é uma verificação da auto definição de pretos ou pardos e possui caráter eliminatório.
  • Dispositivos admissionais e perícia médica – é um processo que verifica se o candidato está apto ao cargo  e possui caráter eliminatório.

Os candidatos que acertarem menos de 50% das questões da prova serão eliminados. Não se pode zerar nenhuma etapa da avaliação. Além disso, é preciso acertar mais de 50% das provas objetivas, e 50% da prova de redação.

Para a prova de redação, os textos serão avaliados conforme a adequação do tema proposto, ao tipo de texto. São cobrados os mecanismos de coesão como a  coerência relacionada ao tipo de tema, a referenciação, sequenciação e demarcação das partes da redação. 

Além disso, é preciso organizar e relacionar coerentemente o texto, com argumentos adequados ao tema proposto. Deve-se dominar a adequação vocabular, ortografia, morfologia, concordância, regência e a colocação.

A redação costuma ter uma estrutura de texto dissertativo-argumentativo que vale 100 pontos. Os candidatos deverão ter uma nota de 70 pontos, no mínimo, para não serem eliminados. Portanto, é preciso observar que esta etapa é extremamente importante para que o concurseiro consiga a sua vaga.

Cronograma de estudo

Para ir bem no concurso do Banco do Brasil, é necessário ter muita disciplina, a fim de acertar as questões propostas e ir bem na redação. É indicado que se tenha um local próprio para os estudos, que seja silencioso e que permita uma boa concentração e foco.

É preciso organizar a sua rotina, o dia a dia de seus estudos. Programe as horas que irá estudar a cada dia, definindo seu horário. Faça uma planilha estabelecendo as matérias que irá acompanhar. Mantenha a concentração e não se distraia.

Ao fazer uma tabela, inclua o tempo de deslocamento ao lugar onde você for estudar. Do mesmo modo, acrescente o horário de suas refeições e outras obrigações do seu dia a dia. Estabeleça as prioridades de acordo com a sua realidade.

É preciso ter em mente, que o corpo também precisa descansar. Uma boa dica é relaxar por dez minutos a cada cinquenta minutos estudados. Também veja se não é melhor ir dormir mais cedo, do que estudar até altas horas da madrugada.

Você também pode organizar as matérias que serão estudadas no dia. Uma boa ideia é definir quais matérias terão um peso maior e as defina como prioridade. Tome cuidado, é melhor estudar conteúdos diferenciados do que passar um dia inteiro em meio a apenas uma disciplina.

Materiais de estudo

O concurseiro pode comprar livros que abrangem todo o conteúdo do edital. Existem muitas edições baseadas nos últimos concursos que podem assistí-lo de diversas maneiras. Não são muito caros, possuem um ótimo custo benefício.

Existem plataformas de estudos disponíveis na internet que também podem auxiliar nos estudos, com conteúdos, resumos e vídeos, além da assistência de professores especializados. Pode-se também buscar um cursinho, assistir às aulas no horário pré-estabelecido e estudar as matérias por conta própria depois.

Observe o conteúdo que caiu no último edital e procure pela matéria na internet, ou em uma biblioteca. Existem também muitos vídeos no Youtube, por exemplo, com os assuntos básicos que sempre caem nos concursos públicos.

Ao estudar as matérias, procure observar qual você tem mais dificuldade e procure entendê-las. Você verá que aos poucos irá absorver o conteúdo e poderá passar para os que têm menor dificuldade.

Busque organizar o material da melhor maneira. Faça resumos, gráficos, marque o conteúdo mais importante, utilize estratégias de assimilação. Se tiver necessidade, contrate um professor particular para as matérias que você tenha mais dificuldade.

Dicas para programar seus estudos

Ao organizar a sua rotina diária, não se esqueça de nenhuma matéria. É importante estar sempre em contato com ela para que não se esqueça do seu conteúdo. Não passe muito tempo sem acompanhá-la, trace uma planilha diária buscando uma organização maior e um aumento da sua produtividade.

Utilize diferentes meios de assimilação do conteúdo. Assista às videoaulas, leia os livros, faça exercícios. Ao diversificar a assimilação da matéria, o cérebro fixa mais facilmente a disciplina estudada, pois cria mais conexões mentais.

É indicado que se tenha um descanso ao completar uma matéria. Procure dormir bastante e se divertir, para que o cérebro descanse e possa absorver melhor o conteúdo. Fazer exercícios físicos também é indicado, pois traz uma maior oxigenação cerebral.

Programe uma estratégia de estudo que possibilita uma maior absorção do conteúdo. Se você tem dificuldade em português, por exemplo, estude uma meia hora a mais e diminua o tempo em matérias que você tenha uma maior facilidade.

Não deixe o estudo para depois, comece imediatamente. Tenha disciplina, organização e proatividade. Com bastante esforço e dedicação é possível ir bem nas provas e conseguir a sua vaga no Banco do Brasil.

Conclusão

Passar em um concurso público não é fácil. A concorrência é grande e são muitas as matérias a serem estudadas. Contudo, com empenho, organização e disciplina, é possível ir bem nas provas e conquistar a vaga pretendida. Além disso, o concurso do Banco do Brasil costuma ser realizado frequentemente, portanto, se não passou na primeira prova, não desista.

Ao saber o conteúdo de editais passados, pode-se preparar melhor para a prova e resolver as questões e a redação facilmente. Com uma boa organização do seu dia a dia, assimilar o conteúdo fica mais simples. Deve-se ter em mente, que o estudo diário, mesmo em poucas horas, já podem auxiliá-lo e prepará-lo para a prova.

O Banco do Brasil é uma ótima instituição para se trabalhar. Os salários giram em torno de R$3.500. Seus funcionários não têm a estabilidade de outros outros cargos públicos, mas a demissão dos empregados também não ocorre na mesma facilidade das empresas privadas.

Uma outra vantagem é o fato de que os funcionários do banco trabalham em um regime de seis horas, o que pode ser muito bom. Há ainda plano de saúde, fundo de pensão, aposentadoria garantida e facilidade de promoção. Portanto, se esforce, trabalhe duro, se dedique, dessa maneira, você poderá facilmente conquistar os seus objetivos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.