Skip to content

Como reduzir a fadiga por decisão e fazer mais?

06/12/2019

Desde escolher a roupa que entrar, até decidir se pressionamos o botão vermelho ou não, sempre teremos que escolher. Se você tem dificuldade para mantê-lo concentrado ou até mesmo acordado durante o dia, é possível que você esteja combatendo a fadiga por decisão.

Nos levantamos todos os dias, com as decisões que devemos tomar: que roupa colocar-nos, que o pequeno-almoço, vou centro de fitness ou durmo uma hora a mais? ou qual a rota de ônibus devo pegar?
E o mais provável é que nos sentimos emocionalmente exaustos no final do dia, a própria idéia de tomar outra decisão é cansativa.
Mas não é a falta de café ou de sonho, o culpado é a fadiga por decisão.
O que é a fadiga por decisão?
É a idéia de que a nossa força de vontade e capacidade para tomar boas decisões se deteriora após um período prolongado de tomada de medidas.
Em poucas palavras, é a diminuição de energia e foco que experimentamos depois de tomar muitas decisões.
Nos sentimos exaustos e embora goste de ter opções, ter que tomar muitas decisões em um curto período de tempo pode levar-nos a escolher o menos conveniente.
Por exemplo: você está no supermercado e precisa comprar o necessário para fazer o almoço ou o jantar de hoje. Não sabe o que vai preparar ou quais ingredientes você precisa. Passas por carnes, decidir que deseja frango, agora, o que corte?… tantas opções… E isso é o que passa por seu cérebro: Qual é o corte mais saudável, mas ele sabe mais rico, não o tenho que adobar, o que adobo escolho?, ayyy também preciso de uma salada ou pão ou batatas…BOOM, você chega à sua casa com uma pizza congelada para fazer no forno.
A fadiga por decisão, é diferente da fadiga física.
Não somos conscientes de que estamos cansados, mas temos pouca energia mental.
Quanto mais decisões que tomamos durante o dia, mais difícil será para o nosso cérebro e, finalmente, ele vai desistir e vai procurar atalhos, uma recompensa mais imediata
Nosso cérebro então fará com que tomemos a decisão mais rápida, a mais conveniente e talvez a menos ideal.
O que podemos fazer sobre a fadiga por decisão?
Devemos procurar formas de combater os fatores que influenciam a fadiga por decisão, a partir de proteger o nosso foco e força de vontade, até ter certeza de que os nossos níveis de energia são elevados durante o dia.
1. Estabelece rotinas diárias que minimizem a tomada de decisões
Desde o momento em que acordamos até que nós vamos para a cama, todas as decisões que tomamos afetam a nossa força de vontade. Quanto mais decisões tomemos, mais exausto mentalmente nos sentiremos,
Em contrapartida, quanto mais decisões automaticemos, mais energia, podemos economizar para as coisas importantes.
Quando você tem uma rotina, você elimina a necessidade de decidir o que você vai fazer nesse momento.
Por exemplo, se você sempre começa a manhã fazendo exercício ou meditando, seguido de um pequeno-almoço que já tens escolhido, sua mente não terá que decidir o que fazer quando você se levantar a cada manhã, só farás sua rotina em piloto automático.
Ter rotinas nos ajudam a nos livrarmos de pequenas decisões ao convertê-las em automatizações.
Não inutiliza as suas decisões nas coisas que podem ser automáticas.
2. Diminui suas opções
Muitas das decisões que tomamos diariamente, são tão pequenas que nem nos damos conta de que temos que tomar.
Por exemplo, decidir o que ficar, o que comer e o que ler, são todas decisões.
E tudo se complica ainda mais quando temos muitas opções. Como seres humanos, queremos ter opções, mas não queremos ter o que escolher.
Quando minimizar nossas escolhas e ter o que escolher? Pode começar por comer o mesmo café da manhã ou almoço todos os dias, pedir o mesmo café, usar o mesmo estilo de roupa todos os dias, isso graças a milionários e famosos como Steve Jobs ou preparar parcialmente seu refeições com antecedência.
3. Planejar seu tempo com “time-blocking”
Você pode maximizar o seu tempo e a limitar as suas decisões usando “time-blocking”.
Um exercício simples de produtividade, onde a única coisa que você precisa é de um calendário.
É a prática de programar todo o seu dia, incluindo o tempo de estudo, os projetos de trabalho e o tempo pessoal.
Ao empenhar-nos com antecedência, com uma tarefa específica, estamos estabelecendo prioridades e prazos para nós mesmos, deixamos que nosso calendário seja o líder, desta forma não temos que pensar no que devemos fazer a seguir, ou em que se concentrar.
4. Não tome uma decisão quando estiver cansado ou com fome
Pode parecer um conselho óbvio, mas a fome está cientificamente ligada ao seu desejo de tomar decisões impulsivas.
Para evitar tomar más decisões, especialmente quando se trata de assuntos importantes, reconhece o seu nível de energia.
Se você está muito cansado, trata de decidir o dia seguinte.
Se você tem muita fome, come alguma coisa antes de fazer uma chamada ou escrever um e-mail importante.
Lembre-se, uma boa noite de sono e uma boa alimentação também são importantes para aprimorar nossas habilidades de tomada de decisões.
Reflexões finais sobre a fadiga por decisão
Se a quantidade de vezes que mudamos entre sites e aplicações ao longo do dia, diz alguma coisa, é que as nossas vidas foram cheios cada vez mais de decisões pequenas.
Manter-nos ocupados tem um preço.
A fadiga por decisão pode ser uma das muitas razões que nos têm impedido de desenvolver bons hábitos e rotinas diárias no passado.
Uma vez que sejamos consciente de como nos afeta e compreender como superá-la, poderemos tomar as medidas necessárias para nos manter coerentes com nossos hábitos diários.