Busque Cursos Online

Artigo

A imaginação é mais importante do que o conhecimento, já que o conhecimento é limitado a tudo que nós sabemos e entendemos, enquanto a imaginação envolve todo o mundo, e nunca precisaremos entender”.

Imprimir 18 Jul 16

A parte superconsciente de nosso cérebro, que não pode dizer a diferença entre experiências vivenciadas e imaginadas, é o coração da quarta habilidade mestre utilizada por pessoas fortalecidas: visualização.

Visualização é a habilidade de criar figuras em sua mente, uma habilidade que todos possuem.

 A formula do sucesso

Dentre os muitos termos que podem ser usados como sinônimo de visualização estão: figuras, filmes ou vídeos em sua mente; prática mental; sonhar acordado, fantasias e imaginação; ilusões, imagens e memórias.

É claro, a maioria das pessoas entra em certos tipos de visualização sem saber o que estão fazendo, já que sonhar acordado e várias outras formas de atividade imaginária são naturais como a respiração humana.

Banco de Petições Jurídicas com 19.532 Modelos Prontos e Editáveis

Algumas pessoas imaginam que ganharam na loteria e gastam muitas horas comprando coisas novas no conforto de sua mente, ou velejando no iate que seus ganhos compraram.

Outros imaginam-se em conquistas sexuais, em paixões com parceiros perfeitos ou sendo uma estrela de rock. Outros ainda, com fúria, medo ou dor, imaginam situações menos confortáveis: a morte de um inimigo ou a dor de um mártir, por exemplo.

O Sentimento é o Segredo

Ainda assim, poucas pessoas foram ensinadas que quando nossos focamos nossas mentes em alguns poucos objetivos selecionados, estes objetivos tendem a se tornar a nossa realidade.

Imagine que você é um ginasta competindo nas Olimpíadas no momento de maior pressão. Você tem um exercício final para completar, o salto com vara e somente se você fizer o salto perfeito vai conseguir a medalha de ouro. No fundo de sua mente, você sabe que existem mais de 100 milhões de pessoas assistindo sua performance pela televisão. Na verdade, muitas pessoas que estão assistindo você em seu país estão ansiosas e literalmente na ponta do sofá.

Curso Memória 360

Como você iria reagir a tal pressão? A enormidade da situação iria fazer você pensar cada maneira possível de você falhar? O conhecimento da necessidade de fazer o salto perfeitamente iria paralisar você? Em suma, alguém iria realmente culpá-lo se você “amarelasse” sob tal pressão? Mary Lou Retton se descobriu na exata situação descrita acima, em 1984.

Mas em vez de pensar sobre os milhões de pessoas assistindo a sua performance ou ficar paralisada com a necessidade da perfeição, a Sra. Retton escolheu outro caminho. Ela calmamente fechou seus olhos, se voltou para dentro e visualizou-se fazendo o salto perfeitamente. Ela imaginou principalmente sua volta ao chão. Isso não foi difícil para Mary Lou Retton fazer, como ela mesma afirma: “Eu fiz o que eu sempre faço antes de uma grande competição. Antes de dormir na noite anterior, eu fiz um roteiro mental completo. Eu passei mentalmente por cada rotina, cada movimento, imaginando tudo sendo feito perfeitamente”.

Guia prático para passar em concurso Público em 1 ano

Mary Lou Retton é uma visualizadora com prática, e eu fui um dos milhões que viu o seu último salto na televisão neste dia, uma performance que está profundamente enraizada em minha memória.

Depois de ela completar seu salto perfeito com uma aterrissagem sem falhas, o seu rosto era inesquecível. Quando ela levantou seus braços em triunfo, sabia que havia completado um salto perfeito, e ela não podia ter alcançado a perfeição sem ter primeiro imaginado e visualizado o salto.

 

Visualização não é algo estranho para a maioria dos atletas profissionais e de nível mundial. Charles Garfield, em seu livro famoso, Peak Performance (Desempenho de alto nível), coloca desta maneira: “Todos os atletas de ponta que eu entrevistei relatam que usam alguma forma de prática mental no treinamento e nas competições. De qualquer forma, a maioria aprendeu esta habilidade ou por acaso, ou por tentativa e erro, em vez do treinamento formal”.

REDAÇÃO DEFINITIVA PARA CONCURSOS

É claro, a visualização não está limitada aos esportes. Garfield descobriu que, ainda que eles freqüentemente não sabiam que existia um nome para o que eles faziam, grandes executivos usavam a mente.

“Pessoas com performances extremas desenvolvem poderosas imagens mentais de um comportamento que vai levá-las aos resultados desejados.

Elas vêem com seus olhos mentais o resultado que querem e as ações que as levariam lá.

Elas visualizam, não como um substituto para a preparação e trabalho, mas como um adjunto indispensável”.

Considere, por exemplo, a seguinte história verídica. Mais ou menos cem anos atrás, uma pequena firma chamada Computing-Tabulating-Recording Company teve seu começo fazendo cartões para o censo do governo em 1890.

Trinta e quatro anos depois, em 1924, a ainda pequena empresa se viu no meio de uma gama de especulações tão severa que haviam rumores de que a ela estava quase falindo.

De qualquer forma, o fundador da firma decidiu continuar no negócio e mudar o nome da empresa, ainda que as pessoas que escutaram o novo nome acharam arrogante e louco. Mas o homem, Thomas Watson, era um visualizador, e ele já havia previsto como a International Business Machine iria parecer em anos posteriores, como uma firma grande, madura, verdadeiramente internacional. Como todos sabem, sua firma uma vez falida, a IBM, se tornou uma corporação multinacional gigantesca.

Até muito recentemente, a visualização tem sido a habilidade mais negada e menos desenvolvida do cérebro. Infelizmente, muitas pessoas ainda erroneamente acreditam que a imaginação é apenas um tipo de confuso, metafísico, não científico e não confiável escravo do inconsciente.

Esta visão não é verdadeira. Pelo contrário, a verdade é praticamente o oposto, e é assim: Qualquer coisa real, foi primeiro imaginada.

Olhe em volta de você para todas as invenções e máquinas em nosso mundo. Como você acha que elas chegaram a existência física se não pelos caminhos da imaginação humana? Cada uma destas coisas, cada objeto feito pelo homem neste mundo, primeiro começou com uma figura na cabeça de alguém! De fato, todos os cientistas e inventores fazem uso extensivo da visualização. Einstein, por exemplo, insistiu que muitas de suas idéias vieram de figuras mentais, não como números ou palavras, e ele sempre entrava no que ele chamava de “experiências de pensamento”.

Certamente, sua famosa Teoria da Relatividade foi, em parte, devido a algum destes experimentos no qual ele imaginou como seria montar em um raio de luz.

Einstein, o paradigma da inteligência humana, uma vez escreveu: “A imaginação é mais importante do que o conhecimento, já que o conhecimento é limitado a tudo que nós sabemos e entendemos, enquanto a imaginação envolve todo o mundo, e nunca precisaremos entender”.

 

Trecho do livro: Cinco Passos para o Poder Pessoal – Como Se Fortalecer Para Uma Vida Extraordinária, de Patrick J. Ryan

 

Fonte: http://www.academiadoaprendiz.com.br

 

 
Prof. Maria Concurseiraatendimento@concurseiro24horas.com.br

Administração de Recursos Materiais, Administração Financeira e Orçamentária, Auditoria, Comércio Internacional, Conhecimentos Bancários, Contabilidade Gerencial, Contabilidade Pública, Direito Administrativo, Direito da Criança e do Adolescente , Direito Internacional Público, Direito Previdenciário, Direito Tributário, Economia, Estatística, Legislação Aduaneira, Legislação Comentada - CLT, Legislação do MPU (Ministério Público da União), Legislação tributária estadual, Matemática, Redação Oficial, Segurança e Saúde no Trabalho

Voltar